Em 2016, James Blake atingia todos os vértices possíveis de grandiosidade com as vagas sucessivas de r&b experimental, entranhadas com expansivas tapeçarias digitais, e com os arrastões emocionais de The Colour In Anything, o terceiro registo de originais que via o britânico flutuar em atmosferas electrónicas melancólicas e pensativas, e ao mesmo tempo furar as pesarosas neblinas avant-garde que assombravam a alma – a sua intensa colaboração com Justin Vernon também não passou despercebida numa quantidade assombrosa de momentos do disco.

Desde esse mês de Maio, que James Blake não editava qualquer tema inédito, embora nunca tenha realmente desaparecido dos radares mais atentos. Ainda em Dezembro, o londrino dava mostras de estar preparado para regressar oficialmente aos olhares do público com uma cover para o tema “Vincent” de Don McLean, simplesmente dedilhada ao piano e adornada com a sua voz reconfortante carregada de soul, ao passo que Fevereiro vê o início da digressão europeia que irá partilhar com Kendrick Lamar.

James Blake confirma agora o retorno com “If The Car Beside You Moves Ahead”, o primeiro tema original desde The Colour In Anything. O músico esteve durante a noite de ontem (quinta-feira, dia 25 de Janeiro) na BBC Radio 1 para mais um episódio da sua residência artística – transmitida em directo em streaming para todo o mundo pela estação de rádio britânica e na qual participou também Moses Sumney -, e estreou a nova composição, que põe James Blake sob um foco mais cavado de ambiências digitais e experimentais, com pequenos laivos alienígenas e sintetizadores plásticos que posicionam o britânico longe das sensibilidades soul dos registos anteriores e mais próximo dos universos de Frank Ocean.

A reforçar ainda mais o cenário artificial de vocais glitchy do tema, James Blake lançou também um vídeo em que um automóvel percorre estradas e túneis nocturnos a uma velocidade que faz derreter os feixes de luz que emergem da escuridão em rotas cósmicas de som que se vão tornado mais indefinidas e abstractas. Para já, desconhecem-se ainda detalhes sobre um possível novo álbum.