Michelle Zauner, a força criativa única pode detrás dos Japanese Breakfast, descobriu os ingredientes mágicos que numa mesma órbita resultaram num alto grau de pureza dreampop com todos os elementos clássicos de delicadeza, elegância e até uma certa ingenuidade shoegazy destilados de forma experimental em dois discos – Psychopomp do ano passado e o recém-editado Soft Sounds From Another Planet.

Os sons que congeminam uma fantasia interplanetária em formato rodela discográfica – Zauner confessou que o seu último disco iria versar fundamentalmente sobre ficção científica -, atiram-nos para dentro de uma nave espacial oxigenada por um subtil ambiente electrónico rumo às estrelas em “The Body Is A Blade” que agora ganha contornos visuais.

Tingido de imagens nostálgicas em tons pastel em que se abrem caminhos por uma abundante e densa vegetação, lagoas inesgotáveis e calçadas à beira-mar intercaladas com retratos com detalhes animados de um passado feliz que se vai esgueirando ligeiro pelas fissuras do tempo, o vídeo capta primordialmente a sensação de ser feliz, seja em que cenário e seja em que contexto for. Não é isso mesmo aquilo que importa?

Soft Sounds From Another Planet saiu no dia 14 de julho deste ano pela Dead Oceans.