Quando rolam os instantes iniciais da reinterpretação de Japanese Breakfast para um dos maiores clássicos da história da música, com a tonalidade retro e nocturna de teclados Hammond mantidos em suspenso por um coro de synths atmosféricos alinhavados por uma linha de guitarra fina e cristalina, a familiaridade da maior parte do universo com a canção não de todo é traída pelas ambientações contemporâneas que a levam para uma esfera melancólica pela voz sempre melíflua de Michelle Zauner.

“California Dreamin’,” um tema de 1966 dos The Mamas & The Papas, transformado 20 anos mais tarde pelos Beach Boys, é assim despido dos tecidos folk rock do original e levado num balão de ar quente, etéreo e mágico, que vai enchendo até culminar numa explosão tímida de beats meticulosamente processados e certeiros, alternados com uma guitarra tingida de blues. A versão foi feita para a rádio SiriusXM, e é caso para dizer, it’s California dreamy.

Michelle Zauner lançou em 2017 o seu segundo álbum de originais, Soft Sounds from Another Planet, um disco que a colocou na lista de novos artistas a seguir de perto daqui em diante.