O novo álbum dos Junior Boys já foi lançado. Na última sexta-feira, com o sugestivo título Big Black Coat. E a primeira frase podia ter acabado num ponto de exclamação, porque na Tracker já se sentia saudades dos canadianos, mérito do concerto no Mexefest de 2011. O primeiro vídeo de promoção ao disco é para “Over It”, o típico single de zona cinzenta – que (já) não é para se escutar quieto em casa, após o jantar, mas (ainda) não é para se dançar em danceterias, na madrugada – a melodiosa zona cinzenta de sofisticadas bandas como os próprios Junior Boys ou Chromeo ou Neon Indian.

No início do austero videoclip, um fisicamente descuidado adulto maduro com barba e cabelo farfalhudos, aparentando ser um sem abrigo ou indigente (ou o colega John Grant em 2030), é levado pela banda, de um pub para a sala de ensaios de um estúdio, para apreciar o talento dos também barbudos Junior Boys interpretando “Over It” só para ele. E até ao final, só o fundo da imagem é trocado (uma video-projecção vai alternando com a sala de ensaios), porque o foco da peça é a Música e a canção. E que canção: a toque de uma cadência uptempo que persuade a (no mínimo) bater o pé àquele ritmo, é estendida uma melodia pop transbordando funk, na harmonia entre o baixo e o órgão e a guitarra eléctrica (com direito a solo daquela), para uma esperançosa cantiga de bandido dirigida numa madrugada a uma reticente mulher, por um homem muito seguro de ambos – ou de si próprio, quando se tem o sedutor falsete delicado do vocalista Jeremy Greenspan. Afinal, talvez seja para dançar…

Com certeza, uma convincente amostra do macio Big Black Coat e dos próprios Boys.