Achavam que havia altas possibilidades de aparecerem novidades sobre os Yeah Yeah Yeahs? Um disco, ou pelo menos uma ou outra música nova, já que Karen O, Nick Zinner e Brian Chase estavam de novo juntos e a dar concertos? E já que reeditaram Fever To Tell, podiam ir lançados e editar também um sucessor para Mosquito? Afinal, já foi em 2013 que os nova-iorquinos lançaram os últimos gemidos art-punk em forma de álbum.

Era bom? Era! Mas não, nada disso. Karen O chegou-se à frente primeiro e tem música nova a solo. Na verdade, o novo tema é apenas uma parte da novidade porque chega já com um mini-filme pensado por O e concebido por Ana Lily Amirpour, a realizadora do filme irano-vampiresco A Girl Walks Home Alone At Night.

“Yo! My Saint”, que vê Karen O dividir as vocalizações com Michael Kiwanuka, é a musica que dá som ao mini-filme e a sua primeira canção a solo desde “Living In a Trance”, a versão para o tema do countryman Ferlin Husky que fazia parte da banda sonora de Resistance Radio – The Man in the High Castle do ano passado. A película é um trabalho feito para a Kenzo, a marca do estilista japonês Kenzo Takada, concebido de raiz para reunir em si o cinema, a música e a moda. Karen tinha já explorado anteriormente este universo quando trabalhou com Spike Jonze, para quem escreveu a banda sonora de Where the Wild Things Are em 2009, para um anúncio de um perfume.

O vídeo é uma homenagem a Sayoko Yamaguchi – musa de Kenzo -, ao actual director criativo da marca, o compositor e músico, Ryuichi Sakamoto, bem como aos estilistas Carol Lim e Humberto Leon. A curta-metragem tem cerca de nove minutos e conta uma história de inspiração oriental em que participa Alex Zhang Hungtai, ex-Dirty Beaches, a actriz inglesa Jessica Henwicks e a japonesa Kiko Mizuhara.

When I thought of the muses for [Kenzo creative directors] Humberto and Carol being this Japanese artist and model, it just sparked this other side of my imagination, which is the Asian melodrama that’s within me […] For the music, I immediately wanted to do melodramatic and romantic and with lots of yearning and high stakes – all that good stuff that’s in any Korean soap opera. It just started owing through me. Also, I wanted there to be something authentically romantic about it in some kind of slightly unconventional way. That’s where my head went with it

“Yo! My Saint” vai ter uma edição limitada em vinil de 7” e estará disponível a partir de dia 22 no site oficial de Karen O e nas lojas Kenzo.