A mudança de género, estilo ou forma de escrever canções é algo comum, mas mais fácil é encontrar bandas que incorporam elementos electrónicos e digitais na forma como desenvolvem o seu som, do que descobrir bandas que façam o percurso inverso e atenuem esses elementos para os substituir com guitarras. Os Kero Kero Bonito fizeram-no fizeram-no e fizeram-no mesmo bonito.

Depois do disco de estreia em 2016, Bonito Generation, e de uma mixtape anterior em 2014, Intro Bonito, – suficientes para lhes dar muita estrada e um culto considerável -, a banda de Londres delirava a seu bel prazer através de uma bubblegum pop e de uma electrónica mais ou menos pegajosa em que enfiavam de todas as formas possíveis e impossíveis elementos de electropop, detalhes de hip-hop, j-pop, 8bitpop e outros pops e hops afins. Agora, os Kero Kero Bonito estendem a passadeira a guitarras punk-pop – ah pois, a pop é que não podia faltar -, e misturam todas essas ideias.

O resultado disto? “Only Acting”, um single que chega com um vídeo lo-fi e que não se sabe ainda se constará de algum disco que aí venha. Se o uso de guitarras na banda de Sarah Midori Perry, Gus Lobban e Jamie Bulled será frequente em temas futuros, ficará também por descobrir. Se alguma vez se pensou que os The Gossip, os Paramore, as Shampoo, as bandas de power-punk da Califórnia e o experimentalismo 8bit se podiam encontrar e fazer sentido, a resposta chegou. Sim!