Os King Gizzard & The Lizard Wizard embarcaram, nos últimos anos, numa verdadeira conquista expansionista, levando a bandeira de um rock psicadélico mesclado com uma miríade de géneros e sob uma luz experimental cheia de nuances,  devaneios imprevisíveis e construções desviantes aos quatro cantos do mundo. Uma expansão, por vezes bizarra, por vezes excêntrica conseguida não só através de uma sonoridade que se foi engrandecendo a partir de uma matriz lo-fi mas que se foi destilando e apurando num virtuosismo trippy disco após disco, alguns deles assentes numa linha conceptual.

No ano passado, os australianos prometeram cinco discos e cumpriram-no in ex extremis no último dia de Dezembro – embora o lançamento do quinto disco tenha sido feito ainda durante o dia 30 no hemisfério sul. Cinco discos em menos de 12 meses, aliás, em pouco mais de 10 – o primeiro Flying Microtonal Banana, seria apenas lançado a 24 de Fevereiro. A ele, juntar-se-iam também Murder Of The Universe, Sketches Of Brunswick EastPolygondwanaland e Gumboot Soup, álbuns que irão ter este ano um – sim, apenas um -, herdeiro lá mais para o final do ano e que ainda não será conhecido na altura em que a sinfonia psicadélica de Melbourne subirá ao palco do Couraíso.

Os King Gizzard & The Lizard Wizard são assim a nova confirmação do Vodafone Paredes de Coura e com eles trazem os 13 discos que vão girando no seu caleidoscópio discográfico, repetindo a presença da banda na edição de 2016 do festival, depois da actuação em Lisboa no Super Bock Super Rock em 2015. A eles juntam-se na Praia Fluvial do Taboão nos dias 15, 16, 17 e 18 de Agosto os também já confirmados Arcade Fire, Fleet Foxes, Skepta, Curtis Harding,… And You Will Know Us By The Trail Of Dead, The Blaze, Big Thief, The Mystery Lights, Shame, Japanese Breakfast e Confidence Man.

Os passes gerais para o festival podem ser adquiridos no site oficial e nos locais habituais pelo preço de 100€.