O uso do silêncio é uma arte e o trio de pop minimalista Love Inks deve ser uma das entidades maiores no que toca à gestão da dicotomia instrumentos/silêncio onde a máxima less is more reina. As referências, para quem gosta delas, pode ir dos míticos Young Marble Giants até aos The xx.

Vindos do berço responsável por toda uma nova geração psicadélica (Austin, Texas), o trio combina delicados trabalhos de guitarra com linhas de baixo tensas e uma drum machine, tudo envolto numa produção directa, sincera e de baixa definição áudio propositada guiada pela voz de Sherry LeBlanc através das canções, sejam elas mais negras ou mais doces. As melodias vocais de Sherry são sem dúvida o eixo em torno da qual gravitam as composições da banda.

Em Setembro sai o novo e terceiro disco de originais Exi, que sucede a E.S.P. e Generation Club, mas enquanto não chega já temos vídeo e single de apresentação. Realizado por Aaron Valdez, o vídeo para o single “Sky Machine” é uma peça inesquecível que combina uma série de filmagens e cenários vintage com as delicadas tonalidades do som característico da banda. Falando sobre a faixa, o baixista Kevin disse que

the song is a reference to Yoko Ono, who has always been the main inspiration of Love Inks. Her positivity through 40 years of public scrutiny has made her a higher level person – she turned a lot of hatred into beauty and love. “Sky Machine” is a homage to her.

alec peterson bigsig