Arto Arto será o primeiro grupo de canções que o canadiano Elliot Vincent Jones reúne num disco depois de alguns singles avulso que o colocaram no radar de publicações de referencia como a Gorilla Vs Bear. Gravando entre as cidades de Toronto, Londres e Beirut, Elliot desenvolveu um conceito muito próprio, o New Age Art Pop. As vibrações mais baleáricas que Vincent Jones encaixa nas suas composições infiltram-se nas areias quentes do synth-pop mais old-school dos Human League e de A Broken Frame dos Depeche Mode enquanto alguns ritmos mais ásperos coloca-o uns pontos acima na escala de Richter das electrónicas de 80 e quase a bater no EBM. Ao mesmo tempo um charme estranho nos leva aos Roxy Music. Esquizofrenia da boa e da sintéctica. Venha então esse Arto Arto.

O EP sai a 10 de Junho pela Bad Actors Inc de Ben Cook dos Fucked Up que também produz o disco. Elliot Vincent Jones vai andar pela Europa durante o verão na companhia de Mac DeMarco e quem sabe ainda damos um pezinho de dança na companhia do moço. Se Portugal não lhe calhar no caminho podemos pelo menos entrar no mundo louco de Elliot Vincent Jones e de Mac DeMarco a partir de hoje no novo video de “Dawawine”

Entretanto para descobrirmos um pouco mais de Elliot damos um passinho a uns dias atrás. Podia ter sido em Lisboa, podia ter sido em Berlim, podia ter sido em LA ou podia ter sido em Toronto, terra materna de Elliot Vincent Jones. Mas não foi. Foi “In Madrid” que nos chegou a apresentação para o EP de estreia de EVJ.