São surpresas que já se esperam e que apesar de já não surpreenderem ninguém, não deixam de proporcionar momentos memoráveis a quem assistiu ao vivo e a quem assiste posteriormente pelas interwebs, como é o caso.

Profícuos em fazer saltar do baú não só temas antigos do cancioneiro dos nomes que compõe o cartaz como também de covers de canções de outros artistas, os festivais têm sido palcos primordiais para fazerem saltar da veia criativa de várias bandas que reinterpretam, muitas vezes de forma absolutamente espontânea, temas compostos por outros.

Foi o que aconteceu durante o Lollapalooza, versão chilena, um evento que tinha já visto os The Killers cantarem em uníssono com as milhares de pessoas da assistência “Wonderwall” dos Oasis, após a saída precoce de Liam Gallagher do palco. Agora, foi Mac DeMarco que se colocou na posição de tocar “High & Dry” dos Radiohead e de seguida “Under The Bridge”, dos Red Hot Chili Peppers. Literalmente tocar, porque o canadiano pegou nas baquetas e foi para detrás da bateria trocando de lugar com o seu baterista Joe McMurray.

Pode-se dizer que a cantoria poderia ter corrido melhor, e a desafinação aqui não é uma abordagem artística mas antes característica natural – como o próprio confessou, perante um DeMarco que ria às gargalhadas no fundo do palco. Não propriamente um momento que fique para história na categoria dos instantes que provocam arrepios – mas talvez na categoria de “melhores desafinações não intencionais” pelo menos arrancou da história do festival um momento hilariante. E ficámos a saber duas coisas: que Joe fica brilhantemente sentadinho e caladinho frente a frente com a bateria, e que Mac DeMarco tem futuro nestas coisas de marcar o ritmo. Ambos os vídeos para ver em baixo.