Os Mão Morta desligaram os motores corrosivos da tour de celebração dos 25 anos de Mutantes S.21 na Culturgest, em Lisboa. Duas décadas e meia depois, a viagem entre “Lisboa” e “Shambalah” – com passagens pelo norte de Africa, por uma “Instambul” onde a Europa se torna Ásia, por “Barcelona”, “Berlin” e uma “Budapeste” que ultrapassou as barreiras do culto -, ainda é um dos pontos sonoros de paragem obrigatória da história da música portuguesa.

A banda de Adolfo Luxúria Canibal fechou no dia 18 de Novembro na capital a digressão que marcou o  aniversário do quarto álbum dos Mão Morta, editado originalmente em 1992.