Ben Goldwasser e Andrew VanWyngarden parecem conseguir (re)criar nos palcos televisivos em que têm actuado a disposição e a ambiência muito própria das várias décadas pelas quais se têm proposto viajar nos temas que têm composto.

Se no início deste mês, e tão apropriadamente em território alemão, estreavam ao vivo “Little Dark Age” – o tema-título do seu último álbum -, num intenso cenário a explodir gothicidade new wave por todos os poros, agora os MGMT recuam ainda mais no tempo e sacam de uma atmosfera 80s para “Me And Michael” e de uma sensação 70s para “Electric Feel”, os dois temas que os norte-americanos levaram ao palco do The Late Show With Stephen Colbert.

Enquanto que para “Me And Michael” o palco se encheu de neons de cores vibrantes e bolas de espelhos, tudo muito bem abafado por nuvens de fumo abonecadas com efeitos visuais de gosto duvidoso, algo muito habitual nos cenários que envolviam os momentos televisivos – e não televisivos -, da década de 80, já “Electric Feel” teve direito a uma apresentação visual sobejamente mais sóbria. O tema de Oracular Spectacular recebendo, nesta sua versão ao vivo, linhas sonoras ligeiramente diferentes do original, com alguns laivos de funk, numa colaboração com Jon Batiste e Stay Human.

Lê tambémO unicórnio fugiu para a synthlândia: será ‘Little Dark Age’ a salvação dos MGMT?

Little Dark Age, o quarto longa-duração dos MGMT, foi editado a 9 de Fevereiro, pela Columbia Records, e marca um afastamento da sonoridade de veia mais psych e peculiar dos dois registos anteriores. A banda actua no Passeio Marítimo de Algés, no próximo mês de Julho, como parte do cartaz do NOS Alive.

Lê tambémMGMT estreiam ao vivo em televisão cenário gótico de “Little Dark Age”