Será relativamente fácil prever que Migration, o sexto álbum de Bonobo – alter-ego do inglês Simon Green sediado em Los Angeles -, figure num largo espectro de listas de melhor disco do ano. Sereno, frágil e de uma intensidade e sensibilidade que rasgam as fronteiras estilísticas da electrónica, o mais recente trabalho de Green foca-se em temáticas mais que pertinentes e actuais tanto a nível social como humano sem deixar de olhar para dentro e para a dictomia ser/pertencer. Migration faz-se assim um objecto de culto na carreira de Bonobo e, claramente, um dos discos mais interessantes e envolventes que o ano de 2017 ofereceu até agora. Uma viagem de aproximações ao mundo das músicas de outros mundos mais étnicos e a paisagens cada vez mais cinematográficas.

Como é normal em quase todos os trabalhos de Bonobo, Migration foi editado pela Ninja Tune e conta com alguns convidados como Nick Murphy – ou, para os mais saudosistas Chet Faker -, e Rhye. E é precisamente com Milosh e Robin Hannibal que Bonobo vai partilhar o palco no dia 06 de Julho em Algés. O musico, produtor e DJ é a mais recente confirmação da edição #10 do NOS Alive e ocupará o Palco Heineken com os Glass Animals, Ryan Adams, Royal Blood e Blossoms, além dos já citados, Rhye. No mesmo dia passam pelo palco principal os Phoenix, alt-J, The xx e The Weeknd.

Lê também: O fim do mundo como o conhecemos… desta vez, por Bonobo

Para os mais desatentos estão já também confirmados os Cage The Elephant, Depeche Mode, Foo Fighters, Imagine Dragons, Kodaline, Local Natives, Parov Stelar, Peaches, Savages, Spoon, The Kills, Wild Beasts e Warpaint. Os passes de três dias estão já esgotados e os bilhetes para dia 08 já rondam apenas os 300.

Bonobo @ NOS Alive 2017

Bonobo @ NOS Alive 2017