Assim não vale… uma por dia e não nos deixam muita alternativa a não ser mantermos-nos em cima de Matt, Chris e Dom. E quando uma música começa com um dos mais incríveis, marcantes e inspiracionais discursos sobre liberdade e libertação da história do mundo – o discurso de JFK sobre as sociedades secretas e a Nova Ordem Mundial –  é porque algo vem aí de altamente poderoso e a verdade é que os Muse com este “Defector” revelam provavelmente uma das melhores musicas da carreira e aguçam todos os sentidos para Drones. É Muse pop, é Muse sinfónico, é a guitarra tipicamente gigantesca de Matt, é Muse em torno de breaks electrónicos – ou simplesmente altamente processados em efeitos – os mesmos que eles anunciavam como o dubstep do disco anterior!

Simplesmente enorme esta nova “Defector”!

Recorde-se “Psycho”, “Mercy”, “Reapers”, “Dead Inside” e “The Handler“.