Skeleton Tree vai deixando as suas folhas espalhadas pelas cidades norte-americanas pelas quais Nick Cave e os seus Bad Seeds têm passado nas últimas semanas com a sua digressão de promoção ao seu último registo de estúdio editado a 6 de setembro do ano passado, um disco conceptual construído sobre uma narração tétrica, absolutamente desoladora e simultaneamente épica e esperançosa que tem como ponto central a trágica morte do filho de Nick Cave em 2015.

Não surpreende portanto, que Nick Cave & The Bad Seeds tenham feito uma paragem no The Late Show With Stephen Colbert para derramar as suas palavras em formato poeta numa versão tão sofrida quanto magnética para “Rings Of Saturn” que facilmente se tornou num momento quasi-religioso, transportador de todos aqueles com quem se cruza para uma outra dimensão, com Cave a assumir quase um papel de pastor de uma congregação de almas perdidas.

Lê tambémNick Cave e o desarmante gerador de tristeza, o novo vídeo para “Magneto”

Uma actuação emocionalmente devastadora, assim como o próprio disco, aquele que se aconchega na discografia de Nick Cave como o 16º da sua carreira, para ver em cima.