O preto e o branco da imagem; o preto e o branco da toada flutuante da canção; o preto e o branco dos sentimentos enegrecidos da perda e da adaptação a uma nova realidade incapaz e impossível de voltar a encontrar as cores perdidas por entre os fusíveis deste gerador de dor, deste catalizador de sofrimento puro e duro por entre as sombra dos galhos quebrados da árvore dos esqueletos de Nick Cave.

Setembro recebeu Skeleton Tree, a ode de Cave e dos Bad Seeds ao desaparecimento prematuro do filho do compositor australiano – Arthur faleceu vítima de uma queda de um penhasco durante uma bad trip de LSD -, o disco paralelo ao filme documental One More Time With Feeling, filmado na sua totalidade a preto e branco por Andrew Dominik.

Depois de “Girl In Amber”, “I Need You” e “Jesus Alone”, é agora a vez de “Magneto” se ver retirado do objecto maior que é o filme e ganhar vida própria enquanto novo vídeo para o 16º disco de Nick Cave & The Bad Seeds. O filme, tal como sabido, esteve apenas em exibição durante a noite de 09 de Setembro em algumas salas espalhadas pelo planeta, mas volta para uma exibição única no próximo dia 01 de Dezembro. Para as sessões portuguesas podem comprar os bilhetes aqui.

Entretanto, aguarda-se a estreia de Mars, uma série de seis episódios da National Geographic que conta com a banda sonora de Cave e Warren Ellis depois de terem já, este ano, assinado a partitura de Hell Or High Water de David Mackenzie, da qual podem relembrar “Comancheria” aqui.