É impensável falar em post-punk em 2017 e não recorrer imediatamente ao catálogo da Felte, editora de Los Angeles que facilmente se auto-apresenta dizendo-se que é a casa-mãe de Autobhan, Soviet Soviet, Odonis Odonis e Ritual Howls. Chega? Sim? Adiante então!

Os Sextile, banda também de L.A. mas com metade das raízes e dos ramos no bairro de Brooklyn de onde são originários Brady Keehn e  Melissa Scaduto – ambas as vozes da banda e o guitarrista e a baterista, respectivamente -, foram descobertos pela Felte precisamente numa noite onde incarnavam o papel de banda de suporte dos Ritual Howls. Poucas voltas o globo deu ao astro rei e o disco de estreia já por cá estava. A Thousand Hands, baptizado segundo uma visão que o guitarrista e teclista Eddie Wuebben teve durante uma meditação de olhos abertos, foi lançado em agosto de 2015 e o seu sucessor chegava dois anos depois. O que nos traz finalmente para 2017 e a Albeit Living, o segundo registo dos Sextile.

Não movendo uma sombra entre os dois discos mas movendo-se constantemente a uma velocidade considerável entre definições, os Sextile estreiam-se em Portugal para o ano que vem em pleno processo de promoção a Albeit Living. Os dias 25 e 26 de fevereiro estão já marcados para a banda norte-americana tocar no Porto e em Lisboa, respectivamente, e ocupando as salas do Hard Club e do Sabotage. As duas datas fazem parte de uma considerável tour, a primeira da banda na Europa, que começa no Reino Unido em meados de janeiro e que se espalha por mais 15 países até final do mês dois.

Com a revelação das datas os Sextile aproveitaram para publicar o segundo vídeo para Albeit Living. “Ripped” sucede a “One of These”, que podem ver tmabém em baixo, e é realizado por Brady Keehn que reflecte em poucas palavras o espírito do novo vídeo:

“Ripped” is a youthful, yet destructive song and I wanted to convey that visually. Innocence and chaos. Kind of what we’re born into.

Uma canção crua e urbana, suja e niilista de silhuetas violentas com o post-punk base a tomar os reflexos da electrónica dos Suicide e Nitzer Ebb, as muralhas noise dos Jesus & Mary Chain e a confirmar os norte-americanos Sextile como uma das principais forças criativas de nuances negras da actualidade lado a lado com os The Soft Moon, Tr/stCold Cave ou os Drab Majesty que passaram pelas mesmas salas que recebem agora os Sextile em Maio deste ano.

Sextile European Tour 2018

Sextile European Tour 2018