São partículas de som ambient espaciais e brilhos lunares etéreos que se prestam a jogos de sombras na fronteira da rebentação de marés nocturnas aquelas que pavimentam o caminho para as linhas de baixo pulsantes que estremecem na pele e envolvem o novo tema das Smerz. Por entre beats oriundos de caves escuras e sintetizadores crepitantes, despontam as vozes cristalinas e melancólicas de Henriette e Catharina do duo norueguês – residente agora na Dinamarca -, que vagueiam pelos ecos da quietude abandonada dos confins dos fjords.

A suavidade introspectiva com que nos recebe “Sure”, o novo tema das Smerz, aponta o caminho para uma electrónica luxuriante, de camadas volumosas que gradualmente se vai construindo languidamente ao longo do tema que de demora no tempo e não cessa em permanecer no ouvido muito depois de ter terminado. Destas meninas pouco se sabe, na verdade. A não ser que têm marcado presença em alguns festivais europeus, tais como o Roskilde, e que o lançamento do seu EP de estreia Okey está agendado para o final deste mês. Nós estaremos aqui no dia 22 para o apanhar. For Sure.