Álbuns colaborativos e projectos paralelos mantiveram continuadamente Chad Bundick à tona dos meandros musicais aos olhos do público durante a melhor parte de 2016, e ajudaram eloquentemente a enganar o facto de desde 2015, aquando do lançamento do seu último registo de estúdio, Toro Y Moi nada ter editado única e exclusivamente sob o pseudónimo.

Se nos Plum Chad brincava com sintetizadores ambient a uma escala particularmente experimental e até algo bizarra – uma realidade, aliás, com poucos ou nenhuns pontos convergentes com os atómos electrónicos dos Le Sins, outro dos seus variadíssimos projectos e um que se aproxima generosamente de toda a música lançada enquanto Moi, embora com um manifesto maior apetite pela experimentação -, já na sua parceria com os irmãos gémeos que compõem os The Mattson 2, banda com quem editou um álbum colaborativo com e de assinatura firmada nas esferas mais jazz, Chad alinhava-se num espectro jazz progressivo com nuances cheio de groove e ambiências 70s.

Apenas três meses após o lançamento da afirmação desse casamento sonoro em disco – Star Stuff: Chaz Bundick Meets The Mattson 2 foi editado em março deste ano – Chad Bear, como agora, se chama faz regressar Toro Y Moi aos discos com “Girl Like You”, aquele que é o primeiro avanço para a próxima aventura discográfica do norte-americano e herdeiro do belíssimo What For? de 2015 que levará o título de Boo Boo. Através de um vídeo que poderia ser o epítome do lo-fi da década de 80, o novo tema denuncia as claras influências de Frank Ocean que Chad cita para o disco e estende um tapete electro soul sob uma pop quente com nuances jazz. Influências que, segundo o próprio, abarcam também Daft PunkOneohtrix Point NeverTravis Scott.

Boo Boo será para Toro Y Moi o seu álbum intencionalmente pop e é editado a 7 de julho pela Carpark Records.

Boo Boo
01. Mirage
02. No Show
03. Mona Lisa
04. Pavement
05. Don’t Try
06. Windows
07. Embarcadero
08. Girl Like You
09. You and I
10. Labyrinth
11. Inside My Head
12. W.I.W.W.T.W .