Os Die Antwoord anunciaram o próximo álbum Mount Ninji And Da Nice Time Kid para 16 de Setembro e fazem-no revelando “Banana Brain” um dos melhores singles dos sul-africanos naquele que tem sido um percurso que talvez os próprios não previssem fosse ter tanto sucesso, com o seu tempo cada vez mais preenchido por concertos e o crescente reconhecimento dos críticos à qualidade conceptual da sua música.

Por enquanto, é mesmo só a canção e a previsível capa do novo disco que temos para contemplar, ainda sem mais um daqueles vídeos que nos fazem perguntar que substâncias o criativo Ninja ingere para conceber cada uma daquelas amostras de insanidade. Mas que canção! Naqueles quatro minutos cabem, bem misturados por DJ Hi-Tek, o house de David Guetta descendente dos ‘martelos’ dos 2 Unlimited, os beats jungle do temperamental Goldie e, claro, o gangsta rap sobre o qual Ninja declama a apaixonada declaração do “Banana Brain” para a esquálida Yo-Landi Vi$$er.

E quem é o tal “Banana Brain”? A voz afectuosa de Yo-Landi, desprovida de qualquer agressividade e sarcasmo – what?! – repete que ela não quer que ele a deixe, porque é um tipo lindo, cheio de energia e que a faz passar os melhores momentos da sua vida, “made by God”! E, de facto, o “Banana Brain”, com quem ela lamenta às vezes irritar-se, retribui com muitos elogios e vontade de viver com ela. Tudo tão visceral e aparentemente sincero que arriscamos supor que o “Banana Brain” não é só um dealerzito manhoso de um daqueles guetos esconsos representados pelos Die Antwoord