“No One Likes You” e “Fuck This”, lançado há poucos dias, são os temas de apresentação do novo projecto a solo de Conor Murphy, músico que costumamos encontrar entre o trompete e as vozes dos Foxing – que podem descobrir aqui – e que agora dá os passos primeiros em direcção a uma carreira a solo enquanto Smidley. Distante do indie rock mais lento e emotivo da sua banda principal e às sonoridades de Beach Fossils e Real Estate, Conor Murphy traz no seu projecto a solo uma face mais energética de si mesmo, distanciando-se da “fofura” da sua banda mas fazendo-se com algumas características comuns, como a voz aguda e charmosa do vocalista.

No primeiro single de Smidley, “No One Likes You”, a bateria a um compasso lento, a métrica da letra e a guitarra empenhada em riffs de poucas notas soltas junto com a voz de Conor, levam o som a se parecer bastante como as baladinhas dos The Beach Boys. Já no single mais recente, a linha de baixo a lentas cavalgadas junto aos acordes limpos da guitarra base fazem os versos soarem numa toada dançante, até que o drop de repetição do título “Fuck This” prepara-nos para o explosivo refrão que lembra muito os gritos de uma canção pop-punk apesar de ser inegavelmente indie. Um detalhe interessante desta música é o uso de um toque de sino em certas partes da música, deixando-a com um ar de superprodução, apesar de todo o noise da guitarra solo.

No vídeo de “Fuck This”, Smidley toca numa house party de carácter bem junkie, onde se vêem pessoas beijando-se e vomitando – às vezes fazendo as duas coisas simultaneamente -, e por fim destruindo uma pinhata do presidente Donald Trump. “No One Likes You” e “Fuck This” são títulos bem directos e transmitem até um certo desleixo proposital em relação às letras de Smidley, como em “No One Likes You” onde Conor fala para si mesmo e onde se ri das suas próprias inseguranças e desdenha dele próprio – “’cause no one likes you or the band you’re in at all” -, ilustrando a ruptura do compositor com as letras mais sérias e deliberadas apresentadas em Foxing.

O disco debutante de Smidley conta com várias participações como Cameron Boucher (Sorority Noise), Ben Walsh (Tigers Jaw) e outros amigos de Conor Murphy. A produção é assinada por Joe Reinhar (Hop Along) e sobre o processo de gravação e desenvolvimento do disco, Murphy conta que

Foi a melhor experiência que tive, fazendo, gravando e tocando a música da minha vida. Tentei não criar qualquer expectativa para o disco e foquei-me em divertir-me com ele.

Smidley sai dia 02 de Junho pela Triple Crown Records e a tracklist já pode ser conferida em baixo.

Smidley Tracklist:

01. Hell
02. No One Likes You
03. Dead Retrievers
04. Nothing’ll
05. Pink Gallo
06. Fuck This
07. It Doesn’t Tear Me Up
08. Power Word Kill
09. Milkshake
10. Under The Table