Com a revelação da extensão completa de Out In The Storm em julho – altura do lançamento do quarto registo de estúdio da sua carreira -, parece que Katie Crutchefield não se encontra nem perto de atingir o pleno no que respeita à sua criatividade artística sob o heterónimo Waxahatchee com o qual nos deu o belíssimo Ivy Tripp, o anterior disco editado em 2015. Porém, a norte-americana continua a desfiar o novelo da linha auto-reflexiva com que alinhavou o seu último disco, pontuando assim a sua visão sobre a desilusão e os desamores de modo entusiasmante.

Da construção punk e rock alternativo que preenchia a estonteante “Never Been Wrong” para as linhas macias e luminosas de “Recite Remorse” – uma música densa e lenta ao longo de praticamente toda a sua duração que agora recebe representação visual -, o universo sonoro de Waxahatchee parece abarcar várias tendências em duas das canções que fazem parte de Out In The Storm. No vídeo dirigido por Ricardo Rivera, Katie guia-se solitariamente por entre tramas de tecidos translúcidos como se enveredasse pelas suas próprias lembranças sobre um relacionamento mal sucedido, num plano onde as projecções de luz a tornam num mero vislumbre, num ser quase fantasmagórico. No entanto, o seu semblante torna-se mais visível e o seu olhar mais firme à medida que o corpo sonoro da canção vai sendo preenchido por cada corda de guitarra e de baixo, contribuindo deste modo para uma transição suave na sua melodia.

Lê também: Waxahatchee faz estalar o verniz nas guitarras do novo tema “Never Been Wrong”

Out In The Storm foi oficialmente lançado no dia 14 do mês passado com o selo Merge Records. Waxahatchee segue a sua recheada agenda de apresentações pelos Estados Unidos enquanto promoção do disco e mostra-se, sem dúvida, disposta a externalizar nas suas músicas as suas rupturas amorosas com intensidade e sonoridade num álbum em que se destacam ainda “Sparks Fly”, “Fade” e “Hear You”.