Os canadianos Wolf Parade gravaram em 2016 de forma independente um EP com 4 faixas, mas para os fãs que estavam desde 2010 e do álbum Expo 86 sem nenhum lançamento da banda isso não foi o suficiente. Então agora eles podem comemorar e, com o perdão do trocadilho, sair em alcateia à espera de novos shows, pois Spencer Krug, Dan Boeckner, Arlen Thompson e Dante DeCaro reuniram-se para produzir Cry Cry Cry, apenas o quarto álbum da banda em 12 anos e novamente pela indispensável Sub Pop. Ao longo do tempo cada um desenvolveu projetos paralelos explicando com isso os poucos discos mas lançar poucos trabalhos trouxe consistência ao som. Spencer Krug fala sobre isso:

The band itself is almost a fifth member of the band, something more or at least different than the sum of its parts. We don’t know who or what is responsible for our sound, it’s just something that naturally and consistently comes from this particular combo of musicians

 

A música que vem estimular a ansiedade pelo lançamento do novo trabalho dos Wolf Parade é “Valley Boy” e ao som dos primeiros acordes de guitarras, nota-se que a energia dos primeiros discos está de volta. Quando a voz de Krug aparece e a bateria vem seca e ritmada a magia está completa e a certeza que tudo aquilo que estava presente no primeiro disco que conquistou os fãs em 2005, Apologies to the Queen Mary, se encontra intocado.

O vídeo é dirigido por Scorpion Dagger, nome adoptado por James Kerr, que ficou famoso por utilizar e recortar imagens da Renascença como nobres, divindades gregas e ícones religiosos e colocá-los em situações atuais como tirando selfie, andando de carro, ou bicicleta. Kerr recupera o seu imaginário para o vídeo dos Wolf onde imagens são avaliadas negativamente por uma pessoa convidada a fotografar com um telemóvel Jesus Cristo sentado num parque. Esta sequência de Gifs entra num loop que se repete durante todo o vídeo retratando através do efeito de loop proposital o marasmo dos dias todos iguais vistos através da tecnologia. Se se sentir algo em comum com as músicas de David Bowie no início de carreira, isso deve-se ao fato de que Spencer escreveu a letra em homenagem a Bowie, após ouvir músicas de seu outro ídolo, Leonard Cohen, no rádio no dia em que ele morreu

Como responderias à pergunta que a banda coloca em “Valley Boy”?: “Are you still a lover boy? Are still on the cover or did you become a valley boy out there?”. O lançamento da edição física de Cry Cry Cry foi anunciado para 06 de Outubro novamente pela Sub Pop.