E Paredes de Coura anuncia mais quatro nomes logo ao romper da semana. Depois da confirmação de LCD Soundsystem e do trio composto posto pelos Unknown Mortal Orchestra, os Sleaford Mods e os The Bohicas agora é a vez dos Chvrches, The Tallest Man On Earth, Sharon Jones e Ryley Walker.

De regresso a Paredes estão os Chvrches, ou seja, os galeses Lauren Mayberry, Iain Cook e Martin Doherty. Depois do concerto de 2014, o trio synth-pop lançou Every Open Eye o sucessor mais maduro e evoluído de The Bones of What You Believe de 2013. Com apenas cinco anos de carreira e milhares de kms nas pernas fica a curiosidade de saber como desenvolveu a banda o seu espectáculo de palco. Lauren está mais segura e interventiva nos media, mas será que já o está em palco?!

Em 2014 falámos com eles. Podem ler aqui a nossa breve conversa.

CHVRCHES

O sueco Kristian Matsson que ainda há pouco mais de um mês encantou a Aula Magna com as cantigas do seu pássaro negro, sobe agora na geografia lusitana. Dark Bird Is Home é o último e o mais pessoal registo do maior homem do mundo. Dark Bird vive de equilíbrios entre a luz e a sombra, a viagem e o sonho e os fantasmas da memória. Cenário mais idílico que o Tabuão será complicado imaginar para The Tallest Man On Earth.

The Tallest Man on Earth – Darkness of the Dream

Sharon Jones é mais um dos regressos que esta fornada de confirmações nos traz. A norte-americana na companhia dos sempre seus The Dap-Kings lançou em 2014 Give People What They Want. Disco marcado pela história trágica e de esperança, e força que acarreta. A lutar contra um cancro, Sharon Jones grava e edita Give People e passados poucos meses de vencer a doença já estava em palco a provar que é tudo é possível.

Podem ler em baixo as palavras de Jorge Freitas Ferreira sobre o disco.

Sharon Jones & The Dap-Kings – Give The People What They Want

O folk, o blues, o psicadelismo de Ryley Walker é a grande surpresa do lote. Uma série de cassetes e um EP em vinil foram suficientes para colocar Ryley no mapa da cena de Chicago em 2010, ano em que se muda para a cidade vindo de Rockford no Illinois e um pouco por acaso começa uma carreira que o coloca no caminho da Dead Oceans, editora maior da cena independente. Em 2015 lança Primrose Green, o disco que vem apresentar a Portugal.  Depois de Primrose Ryley já lançou o instrumental Land of Plenty com Bill MacKay. Para descobrir ou relembrar a sessão na KEXP.

Ainda sem dias definidos para cada um dos nomes, o Vodafone Paredes De Coura acontece de 17 a 20 de Agosto.