Muitos de nós souberam dar o apreço autêntico a Sugar Train, primeiro álbum do quarteto que constitui os arrojados Smartini. Mas quem não o soube fazer, terá agora mais uma nova oportunidade. É isso mesmo, eles estão de volta, e ainda com mais garra! O single “Liquid Peace” marca o regresso fervoroso da banda de Guimarães e define-se como a primeira amostra do EP que está para vir, já em Novembro. Após uma retirada saudável do mundo da música – que permitiu aos quatro elementos se expandirem enquanto profissionais -, os Smartini trouxeram até nós uma perfeita combinação de sons elaborados no estúdio Sá da Bandeira, no Porto. Trata-se, assim, de uma nova incursão discográfica com novas mentalidades e afinações. Este é um dos exemplos mais claros de que afastamentos são momentos essenciais para atingir o equilibrio, para se ter tempo de exploração e construção musical. Desde 2015 que os Smartini estão de volta à emoção dos palcos, e é certo que como amantes dos mesmos, continuarão a pisá-los por Portugal fora.

“Liquid Peace” já está a tocar em variadas rádios por todo o país, com a Radar e a Antena 3 a difundir o trabalho destes quatro talentosos músicos. Mas não é a só a nova faixa que recebemos: juntamente com a mesma, temos o deleite de assistir ao peculiar vídeo de uma paz líquida. Smartini levam-nos a conhecer uma casa rústica e agradável, onde vários sujeitos estão mascarados de animais selvagens, fingindo que se entretêm com um especial jogo de peças muito grandes. Não sabemos bem para onde ir, nem os nossos amigos o sabem tão pouco, ao passo que os vemos a viajar para um bosque correndo, procurando algo, sem saber bem o quê. A voz de Lourenço e os instrumentos dos restantes membros entram em fade out, mas é um plot twist, pois este é mesmo o auge da faixa. Uma magnífica apoteose bem ao estilo dos Placebo ou Sonic Youth. Este é um daqueles shots para tomar em casa antes de sair para o mundo!

A não esquecer que os Smartini pisarão os palcos dia 19 de Novembro nas Caldas das Taipas. Preparemo-nos, então, para um Inverno mais acolhedor com a voz singular de Lourenço Mendes a aquecer-nos a alma, acompanhado do bemdito ritmo de bateria do ilustre Patrício Ferreira, contornando o baixo de Ricardo Costa e a guitarra de João Paulo Duarte. Por agora deixamo-vos com “Liquid Peace”.