Uma nova oferta de material gravado por parte dos lendários norte-americanos, assume-se sempre, e nesta altura, como um risco agridoce para os seguidores mais ávidos. O definitivo e encerrado capítulo Kim Deal tirou à banda grande parte da natureza felina que sempre ali esteve para tornar os Pixies numa das bandas mais bem temperadas da História a nível de output artístico por parte dos seus membros.

Assim, a presente encarnação do conjunto liderado por Frank Black apresenta-se como uma máquina mais áspera e cortante e, para bem ou para mal de alguns e outros, “Talent”, o segundo avanço de Head Carrier, o novo disco, é precisamente isso. Pertencente a um universo que, certamente, tem mais em comum com a fase Trompe Le Monde do que com o anterior Indy Cindy, a canção vê-se com um início que só podia ter saído deste específica banda de Boston. “Talent” é uma malha sem pudor: um exercício straight foward do riff e das suas potencialidades, ainda que não se dê virtualmente a qualquer tipo de surpresas, pisando muito de perto o risco do genérico.

Head Carrier sai em Setembro e, até agora, já se conhece “Um Chagga Lagga” que, por fim, agoirou um regresso em plena forma. Entretanto, e depois do espectáculo deste julho no NOS Alive!, os Pixies regressam ao Porto para actuar no Coliseu a 21 de novembro.