“Don’t Look Back In Anger” dos irmãos Gallagher ganhou este ano e pelas piores razões imagináveis uma nova visibilidade e um renovado significado quando se tornou o hino da esperança tanto da população de Manchester como de todos os que foram nos últimos anos vítimas de uma ou outra forma, nesta ou naquela latitude e continente, do terrorismo.

Em Maio passado, o clássico dos Oasis foi entoado nas ruas da cidade inglesa por cerca de quatro centenas de pessoas depois de um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do atentado no concerto de Ariana Grande na Manchester Arena. As réplicas da homenagem fizeram-se sentir por várias vezes, passando pelas vozes de Chris Martin dos Coldplay e com a própria Ariana no concerto de beneficência One Love Manchester, pela voz de mais de 50.000 pessoas no primeiro concerto de estádio na cidade depois do atentado, espectáculo onde os nativos The Courteneers eram cabeças de cartaz e que se estendeu ao próprio Liam Gallagher no seu concerto no Glastonbury Festival. Os vídeos andam por aí à distância de google search.

Desta vez são os Portugal. The Man que recuperam um dos principais singles dos Oasis e o vestem de acústico nas Live Stripped Down Session das quais já partilharam anteriormente “Feel It Still” e “So Young”. Para ver em cima esta última e em baixo a intemporal e tão actual “Don’t Look Back In Anger”. Os Portugal. The Man lançaram este ano Woodstock.