Incendiário. É assim mesmo o ambiente que parece conjurar-se nas músicas até agora reveladas para a oitava incursão discográfica dos Portugal. The Man, que chega já na próxima sexta-feira dia 16 de junho. De Woodstock, que traz de volta nos seus ventos de mudança os norte-americanos aos discos depois de praticamente quatro anos de ausência, já conhecemos “Feel It Still“, “Number One“, “So Young” e o single de avanço “Noise Pollution”, divulgado ainda no decorrer de 2016.

Agora, e a escassos dias de conhecermos a narração completa da música enquanto instrumento de crítica política e social – o título Woodstock pretende precisamente, e segundo a banda, lembrar que a música serve vários propósitos, entre eles ser uma voz firme de protesto, como acontecia na altura do festival nova-iorquino em 1969 -, os rapazes do Alaska agora sediados em Portland mostram “Rich Friends”, aquele se conta como o quinto tema revelado para o disco.

Já pouco se reconhece daqueles Portugal. The Man que nos davam psicadelia interminável nas suas guitarras ligadas à corrente. Tendo vindo progressivamente a substituí-las por sintetizadores e ambientes mais electrónicos, a banda chega a Woodstock com alguns temas mergulhados em soul e r&b, e o experimentalismo que sempre os caracterizou leva-os agora aos terrenos um pouco mais pop de nuances ligeiramente bluesy, mas sempre de asfalto e ritmo quentes. Alinha-se como um dos grandes discos de 2017 este dos Portugal. The Man. Para confirmar já dentro de dois dias.