Na semana em que foram confirmados como parte do cartaz da edição de 2018 do NOS Alive, os Portugal. The Man recuaram uns quantos anos no tempo e regressaram à sonoridade que viria a ser a linha condutora de  Evil Friends – o álbum número sete dos rapazes sediados no Alaska, editado em 2013 e o trabalho imediatamente anterior a Woodstock, registo que os iria devolver este ano aos discos.

Depois de terem sido nomeados em finais de Novembro passado, e pela primeira vez na sua carreira, para um Grammy Award, relativo a “Feel It Still” – single de avanço para o seu último álbum e que chegou ao primeiro lugar da tabela de canções alternativas da Billboard -, a banda de John Gourley não termina o ano sem lançar para as ruas mais uma composição original, desta vez para a banda sonora do filme da Netflix, Bright, que contará com Will Smith e que estreará no dia 22 de Dezembro. Bright: The Album saiu oficialmente na passada sexta-feira, dia 15.

“Cheer Up”, o novo tema dos Portugal. The Man que terá como companheiros de alinhamento “Hares On The Mountain” dos alt-J, “World Gone Mad” dos Bastille ou “Broken People” de Logic com Rag’n’Bone Man – também ele confirmado para o NOS Alive do próximo ano -, tem passagem directa para a lista de canções mais memoráveis dos norte-americanos, com as suas veias psych rock a roçar o garage blues e o rock de estádio.

 

Os Portugal The Man actuam dia 13 de Julho no Palco Sagres, justamente no mesmo dia de Rag’n’Bone Man, lado a lado com The National, Queens Of The Stone Age, Two Door Cinema Club, Chvrches e Future Islands.