No seguimento do acompanhamento dos novos acontecimentos no planeta, com poucos telexes mas muitas mensagens crípticas, mais estratégias mirabolantes e uma mão cheia de canções do tamanho de um mundo qualquer que não este nosso mas aquele em que os Radiohead habitam, não podíamos deixar passar em branco os concertos de Londres e as novas imagens e o novo short-video. Não porque foram em Londres mas porque:

  1. Jonny mete a pata na poça na estreia de “Nude” na A Moon Shaped Pool Tour, trocando o habitual Ondes Martenot – o teclado -, por uma harmónica de forma que ninguém contava. Nem mesmo Thom, que arranca uma gargalhada geral na plateia com a sua reacção. Tudo volta ao normal quando Greenwood arruma a harmónica e arrancam para uma arrepiante versão de “Nude”.

  1. Thom manda calar o público com um “No, no, no, no. Calm the fuck down” em “Paranoid Android” quando o coro de fãs se adianta a cantar.

  1. A estreia do incrível “Glass Eyes” em palco pela primeira vez. É tão apenas aquilo que se ouve no disco mas muito mais. Coisa que não surpreende, dado o carácter orgânico de todo o disco.

  1. Há mais uma vignette. A escolha desta vez recaiu em “Desert Island Disk” e o convidado escolhido para a tarefa foi Adam Buxton, o cómico inglês.

The next offering in our series of Friday vignettes comes courtesy of Adam Buxton www.adam-buxton.co.uk

Um vídeo publicado por Radiohead (@radiohead) a

  1. Há mais imagens da lua viajante e partes do artwork do disco.

there is no evidence

Uma foto publicada por Radiohead (@radiohead) a

  1. E há também a estreia de “Exit Music (For a Film)”, “Myxomatosis” e “Planet Telex” – a faixa de abertura do longínquo The Bends – no alinhamento da tour. Mais algumas das estreias e regressos na qual esta tour está a ser fértil.

+ Radiohead

Radiohead: Mais novidades visuais… e chegam em pedacinhos

Radiohead: “Creep” regressa aos palcos pela primeira vez em sete anos