Quem diria que “The Numbers” fosse bem com banquinhos de madeira e a vista de uma serra. No seguimento da estética já utilizada pelos Radiohead para o vídeo de “Present Tense“, o terceiro vídeo retirado de A Moon Shaped Pool e o segundo realizado por Paul Thomas Anderson – responsável também pela concepção de “Daydreaming” -, Thom Yorke e Jonny Greenwood convidam a um momento a sós entre eles e a drum machine Roland CR-78 (qualquer semelhança com a máquina CR-7 é mera coincidência). O resultado são os quase seis minutos de proximidade a que a câmera de Anderson empresta ainda um maior ênfase, quase seis minutos na presença do que poderá ser uma manhã numa jam de Thom e Jonny. Fica no ar a questão sobre o que poderá significar a afirmação de Yorke no final de “The Numbers”: Greenwood desliga a CR-78 e ele diz, “Probably“. Uhm.

Ainda na senda dos passeios pelas estradas da memória que os Radiohead têm dado ao longo de toda a tour de promoção a A Moon Shaped Pool, a banda avançou agora em direcção a 1995 e a The Bends. A singela “Fake Plastic Trees” ganhou um coro absolutamente arrepiante e a faixa título do segundo longa-duração dos Radiohead  continua claramente a ser um marco na história do indie-rock assente em guitarras.  Este revisitar aconteceu durante os concertos na Cidade do México nos dias 03 e 04 de Outubro. Ambas as músicas estavam arredadas dos palcos desde 2010.

Relembramos que alguns dos outros clássicos revisitados e estreados foram “Creep“, “Glass Eyes” e  “Let Down”. Uma tour perfeita que vai ficar na memória de muitos, incluindo a quem passou por Algés em Julho passado para o concerto da banda de Oxford no NOS Alive. Recorde-se aqui o concerto na íntegra.