A quantidade de vezes que os caminhos de Polly Jean Harvey e de John Parish se cruzaram são difíceis de enumerar. Seja nos dois discos co-escritos – Dance Hall at Louse Point, em 1996 e A Woman a Man Walked By, de 2009 – ou com Parish enquanto elemento da banda de PJ nos períodos entre 94 e 98, voltando em 2006 para um lugar que ainda ocupa hoje, o facto é que o percurso de ambos é indissociável.

O multi-instrumentista de Bristol anunciou hoje o regresso aos discos em nome próprio com um novo tema que devolve Polly Jean aos microfones de temas escritos por si. “Sorry For Your Loss” fará parte de Bird Dog Dante, um disco que ao contrário de grande parte dos seus últimos álbuns a solo, se baseia mais em canções do que em temas instrumentais compostos para bandas sonoras (embora estas também marquem presença no alinhamento do novo álbum), e tem data marcada de edição já para daqui a muito pouco tempo. O disco sai a 15 de Junho pela Thrill Jokey e, para além desta colaboração de PJ Harvey, conta ainda com um tema cantado por Aldous Harding, uma das novas estrelas do firmamento alternativo de pendor folk que teve em Parish o responsável pela produção do seu longa-duração de 2017, Party.

Sobre Bird Dog Dante, que John Parish escreveu enquanto a tour de Hope Six Demolition Project corria mundo, ainda arranjou espaço na agenda para produzir, além de Harding, os discos de This Is The Kit e Nadine Khouri. O músico e compositor inglês explica e faz parecer tudo fácil com uma simples frase:

Like all of my records, Bird Dog Dante was recorded all over the place in odd situations, because I’ll have an idea somewhere and want to record it, then I actually end up liking the sound of that specific recording and want to incorporate it.

A música que abre os céus a Bird Dog Dante é uma homenagem a Mark Linkous, o homem por detrás dos Sparklehorse que se suicidou em 2010. PJ Harvey e Parish eram ambos seus amigos e colaboradores, tendo o britânico co-produzido e tocado em It’s a Wonderful Life, disco de 2001 de Mark.

John Parish vai estar em Lisboa e no Porto para dois concertos inseridos no IndieLisboa. O festival de cinema lisboeta, em colaboração com a Culturgest e o Hard Club, apresentam pela primeira vez em Portugal Screenplay, o projecto/disco de Parish, o seu até agora último registo de estúdio. O filme-concerto acontece no Hard Club, no Porto, dia 3 de Maio, às 21h30 e em Lisboa no Grande Auditório da Culturgest, no dia 4 de Maio, às 21h30, integrado na programação do IndieLisboa.

Durante a performance serão exibidos os seguintes filmes:

– L’enfant d’en haut (Ursula Meier, 2012)
– Little Black Spiders (Patrice Toye, 2012)
– The Farmer’s Wife (Francis Lee, 2012)
– She, a Chinese (Xiaolu Guo, 2009)
– Plein sud (Sebastien Lifshitz, 2009)
– Nowhere Man (Patrice Toye, 2008)
– Waltz (Norbert Ter Hall, 2006)
– Water (Jennifer Houlton, 2004)
– Rosie (Patrice Toye, 1998)

John Parish no IndieLisboa

John Parish no IndieLisboa