Bamako é a capital do Mali, o mesmo Mali dos Tinariwen, de Ali Farka Touré, de Tata Pound, de Fanta Sacko e de Salif Keita e dos místicos sons da kora. O mesmo Mali do extremismo islâmico do Ansar Dine, das maiores taxas de pobreza do mundo e dos repetidos golpes de estado. Mas “Bamako” é também a celebração.

Os Songhoy Blues, descobertos em 2013 por Damon Albarn e a sua African Express, celebram assim, e em modo de regresso aos discos, a capital de um país rico em arte e em gente fértil em criatividade. “Bamako”, a nova música, serve assim de cartão postal a uma realidade maliana desconhecida e a Résistance, o segundo disco de Garba Touré, Aliou Touré, Oumar Touré e Nathanael Dembélé (nenhum dos Tourés é aparentado com Ali Farka), que vem dar continuidade ao caldeirão de sons que já conjurava os espíritos de África, bem como um sem número de sonoridades ocidentalizantes em Music in Exile, o disco de estreia lançado em 2015 pela Transgressive e pela Cult Records de Julian Casablancas nos Estados Unidos.

With ‘Bamako’ we just wanted to write something fun and positive about where we come from. So much of what people hear about Africa is negative; bad news stories about war and famine just dominate the common image of Africa. But this track is about dispelling that image by describing something everyone can relate to – going out on a Saturday night – to show that Africa isn’t just what people see in the news, there’s so much more to it than that

Résistance sai a 16 de Junho e conta com a participação de Iggy Pop e com o grimmer londrino Elf Kid, deixando desde já a garantia que o som dos Songhoy Blues não se vai resumir as conotações desert e punk blues que os definiram – ou simplificaram os seus primeiros passos –, e que os últimos anos em constante tour pelo mundo, e que os trouxe até Portugal em 2015 e 2016, tem servido para um absorver de conceitos e sonoridades que irão certamente enriquecer ainda mais a essência criativa e fervilhante da música da banda de Timbuktu. Take a walk on “Bamako” com os Songhoy.

O disco foi gravado em Londres por Neil Comber, produtor de M.I.A. e Django Django.

Résistance Tracklist:

01. Voter
02. Bamako
03. Sahara (featuring Iggy Pop)
04. Yersi Yadda
05. Hometown
06. Badji
07. Dabari
08. Ici Bas
09. Ir Ma Sobay
10. Mali Nord (featuring Elf Kid)
11. Alhakou
12. One Colour