Rival Consoles, o alter-ego de Ryan Lee West, tem novo disco com lançamento agendado para Abril, um trabalho que vai sendo desembrulhado pela electrónica ambient e expansiva dos dois temas já avançados: a pulsante “Unfolding”, revelada em meados de Feveriro, e a nova faixa “Untravel”, uma viagem sonora e visual de sentidos sem orientação pelo desconhecido e por um mundo distorcido e desolado.

Persona, o quarto e próximo trabalho do compositor de Leicester com data de edição para o dia 13 pela Erased Tapes – casa de todos os seus lançamentos, até à data -, foi inspirado no filme com o mesmo nome de Ingmar Bergman e desenvolve-se enquanto exploração do conceito de persona, que encerra em si as diferenças entre a forma como o indivíduo se vê e como é percepcionado pelos outros, com todas as variações que podem existir entre os dois olhares.

Sobre a sua música e o novo disco West afirma que,

My music is generally inward looking. I like finding something about the self within music, that doesn’t have to be specific but maybe asks something or reveals something. This record is a continuation on the self through electronic sounds. Like Legowelt once said ‘a synthesiser is like a translator for unknown emotions’, which I think sums up what I am trying to do. I think all these emotions we have make up our persona. So in a way by finding new ones you alter or expand your persona. And that is what I want my music to try to do.

O vídeo foi realizado por Misha Shyukin. Persona sucede a Howl, de 2015, e apresenta-se com “Untravel”  nas mesmas esferas espaciais, emotivas e experimentais de Jon Hopkins, Kiasmos e Amon Tobin. Artwork e alinhamento em baixo.

Persona
01. Unfoldind
02. Persona
03. Memory Arc
04. Phantom Grip
05. Be Kind
06. I Think So
07. Sun’s Abandon
08. Dreamer’s Wake
09. Untravel
10. Rest
11. Hidden
12. Fragment

Rival Consoles - Persona

Rival Consoles – Persona