Não, não é o clássico das The Ronettes de 1963 que os Ramones tomaram de assalto para a sua fiesta punk rock com um pezinho – ou vários, e muitos deles de dança rock’n’roll -, em End of the Century no ido ano de 1980.

É a prendinha de dia de São Valentim que Ryan Adams oferece para não deixar a data em branco. Ele pode ser um desbocado e ter um feitio “especial”, mas é desde sempre também um romântico e um Heartbreaker, right?

“Baby, I Love You” não se afasta do caminho da recuperação do rock clássico de Prisoner, o último disco de Adams editado no ano passado, do qual faziam parte músicas como “Do You Still Love Me?“, “To Be Without You“, “Outbound Train“, “Doomsday” ou  “Prisoner”. Prisoner foi sucedido em Abril de 2017 por uma reunião de lados B chamada Prisoner B Sides. Para ouvir em cima.