Uma bagagem cheia de bandas sonoras, projectos musicais e galardões atribuídos pelo Conservatoire desenrolam o tapete vermelho para a grandiosidade dos SatinCoco. Sob este pseudónimo exótico escondem-se Jérémie Poirier e Raphaël Coqblin, dois multi-instrumentalistas parisinos que têm gradualmente conquistado um lugar de destaque na cena eletropop francesa desde 2013.

Mas enganem-se se esperam batidas electronicamente processadas, sintetizadores e drum machines. Também os há, mas são poucos os vestígios electro neste belíssimo “Another Morning” que pontifica tudo o que de melhor se faz em termos de ambiências orgânicas. A primeira mostra para o EP de estreia “Largo”, que nos chega a 23 de Março, articula a inextricável combinação da voz melíflua de Jérémie com as milhares de tonalidades e temperaturas produzidas pelos violinos de Raphaël, desde os agudos mais vítreos e glaciares, aos graves mais aconchegantes e complacentes.

Sendo frequentemente apoiados por uma orquestra que pode variar entre os 6 e os 15 elementos, os SatinCoco fazem de “Another Morning” um atalho rumo aos grandes palcos, aos quais estão inequivocamente destinados, e onde, inclusivé, deixaram todos maravilhados com esta brilhante actuação no Festival WoldWide em Sète.

rosana rocha sig

About The Author

Related Posts