Depois de ter revelado “Das Ist” e “Prague”, o produtor de Edinburgo SEØUEL mostra-nos o outro lado do seu EP de estreia prestes a ver a luz do dia a 4 de Agosto. Talvez o termo “ver a luz do dia” não seja o mais adequado, já que mesmo sendo a antítese dos dois primeiro temas adiantados, onde a escuridão industrial reinava lado a lado com o dark-techno, este “Gamli” (que significa antigo em islandês), apesar de menos negro e mais ambiental, continua a trilhar os caminhos mais desoladores das pistas de dança. Aqui deste lado o EP de SEØUEL é, com certeza, uma das descobertas do ano.

alec peterson sig