É apenas uma canção, mas encerra em si toda a frescura das florestas boreais, densas e escuras do norte da Europa, a humidade da beira dos milhares de lagos nocturnos espraiados pelas costas das rotas intermédias entre o sul quente e a ascenção polar, os intermináveis ecos fantasmagóricos que atravessam fileiras invisíveis de duendes e a propagação aquosa dos sons de cadência nublosa, das vozes angustiosas, das acústicas atormentadas.

Sob a vegetação opaca, nas sombras das folhas cintilantes dos bosques primitivos da Suécia, Simon Stålhamre reúne-nos em redor de uma fogueira tardia e embala-nos na suavidade compungida de uma voz que nos canta histórias sem palavras de uma agrura melancólica passada e repletas de acordes de consolo compensativo onde a tristeza levita na poeira do komorebi que alaga as horas silenciosas da noite.

“Rivers” é o porta-estandarte do disco de estreia dos Small Feet From Far Enough Away Everything Sounds Like the Ocean que nos chega a 7 de Agosto e é daquelas canções cuja beleza nunca estamos realmente preparados para receber. Ora vejam.

rosana rocha sig

About The Author

globetrotter, infografista frustrada, seinfeldo-dependente, apreciadora de aviões, perfeccionista ocd e com vários títulos académicos em factos irrelevantes.

Related Posts