Os Son Lux elevaram com Brighter Wounds, o quinto álbum da sua carreira, editado em Fevereiro passado, o seu chamber synth a um novo patamar de grandiosidade e um que os consagra como um dos colectivos mais deslumbrantes no que respeita a texturas electrónicas tecidas com uma multiplicidade de coros e detalhes vanguardistas, mesclados com orquestras e umas quantas tonalidades soul. Um confronto de géneros musicais – espelhado na própria ambivalência do título -, que Ryan Lott vai conseguindo transformar num elemento biológico único, habitante quase exclusivo de uma frequência sonora que vai desbotando as suas próprias fronteiras, álbum após álbum.

“All Directions”, um dos representantes mais emocionais e vanguardistas e um dos que mais reflecte a riqueza, a diversidade e o alvoroço de teias melódicas do álbum, orbita lentamente numa estratosfera que olha de cima a imensidão do mundo e recebe agora uma curta metragem de quase dez minutos, enquanto narrativa visual, que se encontra na esfera artística quase intransponível da sua genética única.

Realizado por Nathan Johnson, as imagens para “All Directions” seguem a história enigmática de uma família numa cinematografia atmosférica e monocromática da autoria de Steve Yedlin (Star Wars: The Last Jedi, 2017). O vídeo conta com a participação dos actores Tom Cullen, um dos protagonistas do filme Weekend, de 2011, e Tatiana Maslany, da série Orphan Black, e vai narrando tanto os momentos de felicidade como de angústia e tumulto vividos por um casal e pelo seu filho por entre sombras e luz.

Os Son Lux tinham já assinado também uma belíssima concepção visual para o tema “Slowly”, no início do ano. Brighter Wounds foi lançado a 9 de Fevereiro pela City Slang.