É com alguma estranheza que entendemos a data deste concerto, terça-feira em noite de jogo de futebol da seleção nacional. The Courteeners vêm apresentar o terceiro álbum Anna e têm até esta data 6 salas esgotadas em Dezembro no Reino Unido. Certamente ganhariam outro destaque e mais público se a data escolhida fosse mais próxima de um final de semana. À hora marcada a sala estava longe de estar composta.

A tocar na primeira parte da noite do concerto encontramos The Fishtails, banda Lisboeta dona de um som seguro, convincente e muito agradável. Mods assumidos, primam por uma elegância bonita que nos transporta ao r&b de outros anos, das décadas de 60 e finais de 70. Excelente abertura, aquecendo-nos para o que se seguiria. Os The Fishtails têm trabalho novo que pode ser encontrado em vinil ou formato digital e chama-se Modern Boys. Fiquem atentos!

A sala vai ganhando mais público – uma grande parte dos presentes são britânicos. A frente do palco é seguramente deles e a antecipar a entrada da banda em cartaz começam a ouvir-se cânticos de chamada: “Liam, Liam?!”. Está instalado o bom ambiente. Os The Courteeners entram em palco pouco passava das 22h30 e nada nos preparava para a emoção da hora e meia de espectáculo que aconteceu, fazendo-nos dançar, saltar, cantar e partilhar brindes com desconhecidos.

A banda apresentou temas dos três álbuns editados, levando-nos por uma viagem de memórias pop que recua a 2007, quando se apresentaram ao mundo com o tema “Acrylic”. Abriram com a canção forte do momento, “Are You In Love With A Notion” e alguma calma só se restabeleceria entre o público 12 canções depois quando, pensávamos nós, terminava em beleza com os temas “You Overdid It Doll” e “Sycophant”. Micro pausa e a surpresa ao ver Liam entrar sozinho em palco de guitarra em punho, para um momento de partilha mais intimista, no qual se escutou “Marquee”, “How Come”, “The Rest Of The World Has Gone Home” e a pérola “Smiths Disco”. Banda reunida em palco novamente, após algumas confissões e agradecimentos feitos pelo espanto de encontrar um público tão participativo e conhecedor. O set final, em jeito de encore, contou com “Here Comes The Young Men”, “Not Nineteen Forever” e”What Took You So Long”, levando a audiência ao rubro e de novo dançando e acompanhando a alta voz canções completas.

É meia-noite e saímos para a rua em estado de graça, num dos espaços mais apelativos de Lisboa, com o Tejo pela frente em noite de lua. Fica a vontade de lhes dizer: “Voltem mais vezes!”

About The Author

Related Posts