E assim o rock’n’roll soma e segue. Infeccioso, rápido, frenético, como se o Chubby Checker fosse cruzado com os Arctic Monkeys e o Bruce Springsteen… ou nem vamos para as comparações porque os The Fratellis são um caso único e especial no circo do rock’n’roll.

A história discográfica pode ser curta mas é incisiva. Três discos do melhor indie-rock que se vai escapando pelos dedos gananciosos dos holofotes e mantendo a banda fiel ao seu rock viciante, dançável e aberto a várias décadas e aromas. Costello Music de 2006 e Here We Stand de 2008 abriram as festividades que seriam interrompidas por um hiato sem tempo definido. Felizmente não foi definitivo e o regresso em 2013 com We Need Medicine trazia de volta os três Fratellis de Glasgow, Jon, Barry e Mince aos ataques de coolness da banda.

2015 celebra então o quarto disco da banda. De regresso ao estúdio com Tony Hoffer (M83, Depeche Mode, Belle & Sebastian) responsável pelo som do primeiro disco, os The Fratellis estão melhores do que nunca. O novo single, que sai a 17 de Agosto, é um hino à antiga, cheira tanto a T Rex como a Supergrass e  Status Quo, tanto a Oasis como a Queen e Queens Of The Stone Age ou simplesmente a uma banda feliz no topo da sua forma e a saber transparecer essa forma e felicidade para nós… O pessoal agradece!!!

“Baby Don’t You Lie To Me!” é o single, Eyes Wide, Tongue Tied é o disco e sai pela Cooking Vinyl.

alec peterson sig