A maré anda cheia de presságios arrepiantes e notícias infelizmente más, e é nessa onda que as CocoRosie apanham o contágio certo e partilham uma música dirigida a todos os que a decidirem apanhar e envergar devidamente.

A eleição de Donald Trump continua a gerar discórdia e, a poucas horas da sua tomada de posse, a contestação continua a tomar lugar junto dos mais variados artistas. Depois de nomes como Matt Berninger Death Cab for a Cutie, é a vez de CocoRosie e Anohni se juntarem ao protesto anti-Trump, com “Smoke ‘Em Out”. O tema, que foi lançado com o intuito de inspirar todos aqueles que se sentiram desiludidos com a vitória de Trump, expressa bem a raiva, frustração e a decepção que invadiu a alma de quem não partilha dos mesmos valores que o novo presidente dos EUA representa.

Tendo em mãos a criação do novo disco e dada a urgência da época, “Smoke ‘em Out” chegou às mentes e aos ouvidos de todos antes do previsto e visa não só Trump como também todos os Trumps deste planeta fora e em tristeza pela saída dos Obama da Casa Branca. Times are hard for dreamers e é por isso mesmo que esta composição precisou de ser urgentemente exibida por Bianca e Sierra Casady, composição que contou ainda com a implacável voz de Anohni que recebeu um convite para este hino com certificado de um statement bastante orelhudo.

A banda partilhou também um poema de Bianca onde se interpreta e confirma que “the future is female”, uma das frases mais destacadas da essência dos tempos e um dos pontos de partida para o feminismo correcto e bem informado.

No sábado, 21 de Janeiro, decorrerá em Washington a Women’s March e esta faixa assenta como um cântico de força, de energia, um grito de batalha, em tom de “mulheres de todo o mundo, uni-vos” mas sem jamais deixar de parte todos os que não se identifiquem enquanto ‘mulher’, numa massa firme de almas e humanos que prezem a liberdade, os direitos individuais e colectivos, o amor, os valores que permitam uma existência em paz e com felicidade.

Mais do que nunca, é tempo de filtrar esta energia e aumentá-la, fazê-la crescer mais e mais. Como cantam em “Smoke ‘em Out”, é necessário “burning down the house”. Metáforas e analogias à parte, é urgente estar atento e, na verdade, é difícil ficar indiferente depois de escutar este tema, tanto pela melodia, como pela poderosa letra, entoada por este elenco de luxo.

Por: Inês Francisco Jacob e Carolina Gomes