O Lollapalooza abriu a sua temporada de shows pela América do Sul neste último final de semana com uma gama de artistas divulgando os seus novos trabalhos e recordando alguns clássicos nos palcos do festival na Argentina e no Chile. Um desses momentos foi precisamente em Santiago, capital chilena, onde um mar imenso de milhares de pessoas cantou em uníssono “Wonderwall”, não pela voz de Liam Gallagher, mas sim por um dos seus súbditos, Brandon Flowers.

Liam Gallagher e The Killers, ambos com trabalhos recém-lançados – As You Were e Wonderful Wonderful, respectivamente, dividiram a noite como parte do mesmo cartaz do festival. Porém, o britânico, que tinha actuado momentos antes, apresentou não mais do que quatro canções antes de se retirar do palco, alegando problemas de saúde. Por isso, se o público presente não pode ouvir alguns clássicos dos Oasis serem puxados por Liam, coube aos The Killers entoar-lhe uma homenagem.

Sem a pretensão de remediar a situação, mas de demonstrar que toda admiração por um ídolo não se extingue por um momento infeliz, Brandon exalta a figura de Liam Gallagher, não apenas como membro dos Oasis, mas na sua carreira a solo e também como homem. De modo improvisado, sem grandes acompanhamentos a não ser uma guitarra e a voz de Flowers, a multidão acompanha a canção, uma singela saudação ao britânico. E foi Wonderful, Wonderful.

The Killers e Liam Gallagher apresentar-se-iam este fim de semana no Brasil no mesmo festival, porém a apresentação única de Liam em São Paulo já foi cancelada.