Assim como uma película cinematográfica precipita o desenrolar dos acontecimentos, também os The Killers parecem ter entrado num turbilhão de lançamentos e revelações que têm mantido em altas o suspense e a ansiedade pelo desfecho final – a edição do quinto disco da banda -, que se aproxima a passos largos, e se encontra de momento num período fértil.

Depois da revelação ao vivo de mais uma canção para Wonderful Wonderful – “The Calling“, da qual ainda não se conhece versão de estúdio, que subiu ao palco da O2 Brixton Academy de Londres, carregando assim o pergaminho de estreia absoluta perante os ouvidos do público -, e da apresentação nos estúdios da BBC1 de um set que incluía um tema clássico – “Mr. Brightside” -, um tema novo – “The Man” -, e um tema emprestado – “Fame” de David Bowie -, do qual fizeram uma cover (com estes dois últimos a derreterem-se e a fundirem-se de forma tão natural como se o seu habit fosse um só, há mais um estilhaço resplandecente retirado do álbum.

“Some Kind Of Love” vem confirmar um tendência que parece não escapar à predisposição dos The Killers para se inspirarem nos grandes clássicos neste seu regresso, agora que se assinalam praticamente cinco anos do lançamento de Battle Born, isto depois de “The Man” resgatar os trejeitos vocais que lembram Bowie e Byrne e “The Calling” assentar muito das suas fundações numa construção melódica muito aproximada à dos Depeche Mode.

Brandon Flowers e os seus rapazes encontram-se finalmente a flutuar num cenário sereno e expansivo, após a agitação de groove e de funk e dos grandes hinos de estádio revisitados nos temas anteriores, pisando aqui as atmosferas lunares do ambient. O que não surpreende, tendo em conta que – como foi reportado pela publicação Stereogum – o tema se baseia em “An Ending (Ascent)” de 1983 de Brian Eno.

Além de “The Man” e agora de “Some Kind Of Love”, Wonderful Wonderful, do próximo longa-duração dos The Killers com lançamento marcado para daqui a exactamente uma semana, a 22 de setembro pela Islands Records, já brotaram “Run For Cover” e “Wonderful Wonderful”, o tema-título.