Partindo da mesma casa que faz parte do imaginário em redor de Sleep Well Beast, o futuro novo disco dos The National, a banda de Matt Berninger e dos irmãos Dessner e Devendorf desenvolve uma narrativa visual cromaticamente surreal no vídeo para “Guilty Party”, o segundo tema a ser oficialmente revelado como uma janela sonora para o interior do sétimo álbum dos norte-americanos e uma canção de conformação e despedida sofrida.

“Guilty Party” tinha sido já revelada na semana passada durante um concerto em Paris onde os The National tinham tocado alguns temas inéditos, para além do primeiro single do novo disco “The System Only Dreams in Total Darkness”. “Nobody Else Will Be Here”, “Carin At The Liquor Store”, “The Day I Die” e “Sleep Well Beast” deixavam de ser meras palavras numa tracklist de anúncio de um disco e ganhavam som e forma. Tal como forma ganha agora “Guilty Party” através de um vídeo realizado novamente por Casey Rea, já responsável pelo vídeo anterior.

Casey explica o conceito por trás de “Guilty Party” como,

a dream about memory and the degradation of memory. It’s about distance in time and space. Time moves forward, but then backward as memory. The image of the two-faced Roman god Janus, who can look into the past and future, is the core visual language.

Os The National tocam em Lisboa no dia 28 de outubro para um Coliseu dos Recreios já esgotado e o concerto faz parte de uma extensa tour pela Europa e pelos Estados Unidos. Por agora, e para celebrar o lançamento do disco no próximo dia 08 de setembro pela 4AD, estão marcados dois concertos em julho – para os dias 14 e 15 -, na Basílica Hudson onde a cada uma das 1400 pessoas que comprarem bilhete será oferecido um 7” com “Guilty Party” e “The System Only Dreams In Total Darkness”.

O concerto reveste-se de carácter colaborativo e aos The National juntam-se os Mouse On MarsBuke & Gase, Nadia Sirota, SO Percussion, entre outros.