Dois anos de estrada contínua podem fazer duas coisas a uma banda: ou é o fim ou é um degrau acima nas escadas para o verdadeiro conceito do que é estar, ser, viver e respirar uma banda. Para os These Reigning Days é sem dúvida esta última.

Ainda com o primeiro disco na gaveta até final deste mês, o glorioso e gigantesco Opera Of Love, os These Reigning Days já passaram pelos palcos de Glastonbury, Hop Farm, Liverpool Sound City, Boardmasters, Vladivostock Rocks; foram banda de suporte dos Metronomy e tocaram no estádio de San Ciro em Milão em frente de mais de 60.000 fãs… e ainda nem a festa começou.

Com certeza não vamos ver os britânicos fora dos tops mais mainstream, mas a verdade é que aqui há um pouco de tudo o que pintou a história da música independente dos últimos dez anos. Desde a desesperança dos Glasvegas, ao amor pelos clássicos post-punk dos anos 80 característico dos White Lies, as encenações pop dos The Killers, a profundidade da voz de uns Editors. Acima de tudo, há uma inacreditável capacidade e mestria de fazer de cada composição um hino.

Pronto, toca a decorar estes nomes que eles vieram para tomar o mundo de rajada. Os These Reigning Days são Dan Steer (voz, guitarra, teclas e composição), Joe Sansome (bateria), Jonny Finnis (baixo) e o disco de estreia sai a 21 de Setembro pela Ecco Recordings. E esta é “Thrones”, tema que será o segundo single com data para Outubro.

alec peterson sig