Algo de errado se passa aqui no novo vídeo dos finlandeses The Scenes, “City Of White Blankets”. Uma rapariga em roupa interior e em aparente estado traumático que arrasta um cavalo negro; um chubby boy tatuado que corre em desespero e em fuga ao longo de uma estrada; homens misteriosos, carrinhas, sidecars… e a banda também anda com um ar suspeito. O cavalo é mesmo o único que se safa! Uma mistura meia incómoda de Lost Highway de Lynch com o vídeo de “Karma Police” dos Radiohead com X-Files e uma história de psicopatas nórdica? Bom, talvez…

Estes seis rapazes de Oulo (Finlândia) mal saídos da adolescência são dos produtos mais difíceis de descrever que têm vindo aqui parar. Se termos como punk, post-punk, indie, hard-core (sim, isso mesmo!), art rock, progressivo e experimental se adequam que nem uma luva (sim, todos eles num só), não deixam de nos trazer pop daquele nada simples com linhas vocais dignas de Simon LeBon dos Duran Duran e de outros ícones dos anos 80, de Robert Plant, de Matt Bellamy ou de Johnny Rotten… Confusos?! Pois! Incrível a capacidade de transmutação de Konsta Koivisto, uma potencial superstar com o look, o talento de escrever canções únicas, a atitude e a demência adequada.

O novo disco Beige, sucessor de Images Of Animals Crying In Public do ano passado, sai no final deste mês pela Sound Of Finland.

alec peterson sig