Ainda faltam algumas semanas para Combat Sports, o próximo álbum dos The Vaccines que se encontra na calha para tomar o lugar e varrer English Graffiti de 2015 do mapa, ocupar o ringue com a valente dose rock n’roll que os dois singles já extraídos do disco, “I Can’t Quit” e “Nightclub“, andam a prometer. Depois de terem armado o caos com a máfia no vídeo para o primeiro, os britânicos aprenderam a lição e encontram-se a são e salvo num estúdio a pegarem nos instrumentos e a gravarem o vídeo para o segundo.

E porque o rock n’roll é, por natureza, rebelde e descomplicado e vai direitinho ao assunto, o que se passa no vídeo para “Nightclub” é simplesmente o desembrulhar de uma atmosfera punkish segundo uma realização muito próxima à usada em décadas anteriores nos vídeos de bandas rock (nem falta a bola de espelhos no final). A acção decorre num palco montado em estúdio por uma banda que, certamente, já teria saudades de tirar o pó das guitarras e em claro défice de (parafraseando os Mão Morta) rock n’rollar, tendo em conta as ambiências synth 80s do álbum anterior.

São os The Vaccines a fazer aquilo que fazem melhor e que irão replicar em Lisboa daqui a uns meses.  Combat Sports sai no dia 30 de Março pela Columbia e será o registo número quatro dos londrinos. Por agora, que se acendam as luzes, que se preparem as câmaras e que se desenrole a acção.