Faz um par de anos ou ligeiramente mais que os The Rapture abriram concurso para os abençoados anónimos fazerem um remix para o mega indie-disco hit que foi “How Deep is You Love” do até agora último trabalho da banda americana, In the Grace of Your Love. Rodrigo Gomes e Sebastião Teixeira aceitaram o desafio e o seu remix foi escolhido entre as centenas ficando como um dos dez melhores e recebendo palavras elogiosas dos próprios The Rapture mas também dos Hot Chip que consideraram o remix um trabalho “solid, outside the box, funkytown”. Daí em diante Rodrigo e Sebastião decidem começar a escrever as suas próprias canções com o nome de Thunder & Co..

No ano passado com “O.N.O” a banda de Lisboa chama a atenção da Antena 3 e o single atinge o segundo lugar do seu Top 30. Daí até a NOS Discos lhes deitar a mão foi um saltinho e cá está o disco de estreia, Nociceptor.

Um disco escrito sobre a influência dos nociceptores, os receptores sensoriais responsáveis pela capacidade da sensação da dor, e apresenta a visão dos Thunder & Co. sobre a música de dança, ela não tem que ser feliz e alegre, e eles garantem que estimularam bem os seus nociceptores. O single de apresentação é “Apples” que já tem vídeo a rodar por aí desde Janeiro. Quatro minutos de indie-synth e nu-disco que podia estar em qualquer disco de uma das jóias da coroa australiana, a Modular People, de onde saíram nomes como Bag Raiders, The Presets ou Chromeo e que faz corar e tremer a concorrência directa de gente como os Empire Of The Sun, Miami Horror e Monarchy. Recordemos os dois vídeos, “O.N.O.”, o mais recente “Apples” e já agora fica para escuta o disco completo, Nociceptor, mas têm de ir ao soundcloud deles e este é o caminho mais rápido, click.

Oh yeah, portuguese do it better!!!

alec peterson sig