Já não era sem tempo! Os Titus Andronicus estão de volta e estão de volta aos projectos megalómanos e titânicos. Três anos depois do discreto Local Business e cinco depois do épico The Monitor, disco conceptual sobre a guerra civil americana, a banda de New Jersey regressa com The Most Lamentable Tragedy, a estreia pela Merge depois de deixarem a XL Recordings onde deixaram uma marca incontornável com os três primeiros trabalhos.

The Most Lamentable Tragedy é uma opera rock em cinco actos e 29 faixas daquilo que aparenta pela primeira amostra, o lyric vídeo para “Dimed Out”, ser mais uma vez uma pedrada punk rock de classe em cima de quem meter a cabeça no cepo. E quem não meter é um ovo podre!

Toda a narrativa decorre em torno de um personagem ficcional sem nome que vamos encontrar nas ruas mais manhosas do desespero. Depois de um encontro com o seu doppelgänger  segredos antigos são revelados e encaminham o nosso herói para uma odisseia de transformação através de vidas passadas e novos amores até ao desfecho final que nós já sabemos mas deixamos para vocês descobrirem.

Produzido por Adam Reich, uma das guitarras da banda, e o habitual colaborador Kevin McMahon, The Most Lamentable Tragedy conta com imensas colaborações, como já vem sendo hábito nos Titus Andronicus, e desta feita contamos com Owen Pallett, o pianista Elio DeLuca e uma série de membros de algumas das bandas underground mais interessantes da cidade de Nova York como os The So So Glos, Baked, Bad Credit No Credit, Lost Boy?, etc. O punk e o hard-core em nome da filosofia e do pensamento abstracto.

alec peterson sig

 

 

 

TitusAndronicusCoverTMLT